O Estudo

O Panorama Setorial da Cultura Brasileira é um estudo amplo, nacional, em constante desenvolvimento, com a intenção de fornecer um painel sobre a cultura artística no país. A partir da observação de atores sociais que compõem a cadeia produtiva do setor cultural no Brasil, Panorama Setorial da Cultura estrutura-se em sentido ao seu objetivo. O estudo é tangibilizado por três pesquisas nacionais, organizadas de acordo com os públicos atuantes no setor cultural brasileiro. Para compor o ambiente desta investigação é, portanto, necessário compreender quem são os atores, seus papéis e como se relacionam entre si.

A figura 1 ao lado tem a intenção de representar simplificadamente as relações estabelecidas entre os atores do setor cultural brasileiro. Ainda que nem todos estes atores sejam reconhecidos e verificados como legítimos no país, alguns sequer reconhecidos como existentes, a perspectiva proposta neste estudo contempla 7 atores centrais que compõem o setor, organizados em 4 grupos de ação. Além disso, os atores estão dispostos de acordo com o contato que estabelecem entre si.

Os grupos de ação são aqueles que indicam a função dos atores na cadeia produtiva e foram sugeridos a partir de observação empírica de atividades culturais e das leis de incentivo à cultura, em especial a lei federal 8.313/91, a lei Rouanet. Assim, entende-se por agentes os responsáveis pela produção e administração de bens e serviços culturais/artísticos.

Constam neste grupo os artistas e os produtores/gestores culturais. Os viabilizadores concentram dois atores responsáveis pela viabilização destes bens e serviços culturais/artísticos: o governo, responsável pelas políticas e financiamento do setor, e a iniciativa privada, com contribuições de financiamento e parceria com o governo. Os difusores contemplam todos os atores responsáveis pela distribuição e divulgação dos bens e serviços culturais/artísticos. Veículos de imprensa, teatros, bibliotecas, aparelhos culturais, pontos de venda, críticos etc., entre outros, são atores que estão neste grupo. O ator nomeado como público inclui os consumidores/beneficiados pelas atividades culturais.

A primeira pesquisa, Panorama Setorial da Cultura Brasileira 2011/2012, investigou os agentes e os viabilizadores da cultura artística no Brasil. A segunda pesquisa, Panorama Setorial da Cultura Brasileira 2013-2014, dedica-se aos consumidores de cultura – ou melhor dizendo, à população brasileira – com o objetivo de compreender as motivações do consumo das artes por parte dos brasileiros. A terceira investigação, que se pretende realizar em 2015-2016, observará os difusores, intencionando compreender suas contribuições para o setor e para a fruição dos bens e serviços culturais/artísticos. Para fechar, um quarto volume de interpretação e análise para relacionar todos os dados completará a visão panorâmica do setor.

Públicos da Cultura no Brasil

Figura 1

Fonte: desenvolvido por JORDÃO, G. em JORDÃO, G. e ALLUCCI, R. R. (2012: 35).